Diocese de São João da Boa Vista     Caconde - SP

 

 

DECRETO DA PENITENCIARIA APOSTÓLICA

 

PENITENCIARIA APOSTÓLICA

Prot. Nº.545/06/I

 

SANTÍSSIMO PADRE,

 

José Ivan Rocha Gandolfi, Pároco-Reitor do Santuário sob o título de Imaculada Conceição, localizado na cidade chamada Caconde, dentro dos limites Diocesanos de São João, no Brasil, com a aprovação do Excelentíssimo Bispo Diocesano, com o beneplácito do Eminentíssimo Cardeal Arquipresbítero  da Basílica Patriarcal de Santa Maria Maior, vem humildemente pedir a Vossa Santidade que se digne conceder o dom de Indulgência Plenária aos fiéis que visitarem com devoção o Santuário da Santa e Imaculada Virgem Maria.

Com efeito, os cristãos que costumam freqüentar o citado Santuário veneram com especial sentimento de piedade a Santíssima Virgem Mãe de Deus, e bem sabem que esta sincera devoção, por sua própria natureza, por um lado leva verdadeiramente à mudança de vida e ao generoso esforço para progredir nas virtudes, principalmente da Fé, Esperança e Caridade para com Deus e para com os irmãos, e por outro lado, conseqüentemente, ao fruto do dom da Indulgência. Porquanto esta exige completa exclusão do apego a todo e qualquer pecado, bem como da persistência nele, para que a piedade floresça na alma com mais vigor. Para que os fiéis aos quais foi confiado o Santuário possam realmente alcançar bens tão desejáveis, será necessário cuidar que estejam à disposição deles confessores em abundância.

A união espiritual, através de orações e boas obras, com o Primeiro Templo Mariano, à semelhança do qual são enumerados os dias enriquecidos com Indulgência, nasceu para fortalecer a comunhão de filial parentesco hierárquico com Vossa Santidade e simultaneamente o sentimento de unidade católica, visto que aquela mesma união é grata aos fiéis que vivem em toda a extensão da Igreja.

E Deus, etc.

  24 de Outubro de 2006

_______________________________________________

 

A PENITENCIARIA APOSTÓLICA, por força das prerrogativas a ela atribuídas de modo especial pelo Sumo Pontífice, recebe de total bom grado os referidos pedidos e concede Indulgência Plenária sob as condições de costume (Confissão Sacramental, Comunhão Eucarística e Oração nas intenções do Sumo Pontífice), com o espírito completamente afastado do apego a qualquer pecado, a ser lucrada pelos cristãos no Santuário da Santíssima Virgem Maria concebida sem pecado, se assistirem a alguma função sacra, ou recitarem uma vez a Oração Dominical e o Símbolo da Fé: a.- no dia da festa titular da Basílica Liberiana (5 de Agosto); b.- no dia da festa titular do supracitado Santuário; c.- em todas as solenidades litúrgicas da Mãe de Deus Virgem Maria; d.- uma vez por ano, no dia escolhido livremente por cada fiel; e.- todas as vezes que peregrinarem em grupo para lá com devoção.

         O presente tem validade perpétua. Ficam revogadas todas as disposições em contrário.

 

 

S.E.R. Card. JAMES FRANCIS STAFFORD

Penitenciário Maior

 

 

Voltar